Início » Não caia em cilada: descubra quais conteúdos passaram a ser rebaixados pelo Facebook

Não caia em cilada: descubra quais conteúdos passaram a ser rebaixados pelo Facebook

Em setembro, a Central de Transparência do Facebook (Transparency Center) publicou um artigo informando algumas atualizações nas Diretrizes de Distribuição de Conteúdo e deixando claro quais tipos de materiais passarão a receber distribuição reduzida no Feed de Notícias. Que tal conhecer essas atualizações para não perder o alcance das suas publicações? Dá uma olhada nessas dicas!

POR QUE O FACEBOOK REALIZA ESSAS ATUALIZAÇÕES NAS DIRETRIZES?

O Facebook está sempre atento aos feedbacks que os usuários da plataforma enviam sobre o que gostam ou não gostam de ver em seu Feed. Esse monitoramento é realizado com o objetivo de reduzir conteúdos problemáticos ou de baixa qualidade e oferecer ao usuário a melhor experiência de navegação dentro do site.

Essas atualizações nas Diretrizes de Distribuição de Conteúdo são necessárias para manter a qualidade do conteúdo publicado no Facebook e garantir o compromisso da plataforma com a promoção de uma comunidade mais segura e enriquecedora.

Além disso, o Facebook considera essas atualizações como um incentivo para que os criadores de conteúdo passem a investir em materiais de alta qualidade, muito mais informativos e com alto valor agregado.

QUAIS CONTEÚDOS PASSARAM A SER REBAIXADOS PELO FACEBOOK?

Essa nova atualização passa a rebaixar conteúdos com 28 peculiaridades. Aqui, no nosso artigo, iremos destacar as que consideramos mais importantes de serem lembradas (e que ocorrem com mais frequência!). Se você quer saber sobre todos os 28 conteúdos que podem ser rebaixados, acesse esse link da Central de Transparência do Facebook e fique por dentro de tudo!

1. AD FARMS

São publicações que contém links que direcionam as pessoas para outros sites que possuem anúncios inconvenientes que obrigam o recarregamento da pagina e comprometem a experiência do usuário;

2. LINKS DE ISCA DE CLIQUES

Essas publicações faz com que as pessoas cliquem num link incluído no conteúdo e cria falsas expectativas sobre a postagem. De acordo com o Facebook “Os feedbacks demonstram que as pessoas preferem ver títulos que reflitam de maneira exata o conteúdo de um artigo para que possam tomar decisões embasadas sobre em que links clicar e como usar o seu tempo”.

3. ISCA DE ENGAJAMENTO

Sabe aquelas postagem que falam: “Curta se prefere calor, comente se prefere frio”? Pois é, retire esse conteúdo (super fraco) do seu Feed, se não ele vai ser rebaixado!

4. LINKS PARA SITE QUE EXIGEM DADOS DESNECESSÁRIOS DOS USUÁRIOS

Convenhamos, ninguém gosta de ter que passar os dados pessoais antes de ter acesso ao conteúdo do site, né?

5. COMENTÁRIOS, EVENTOS E VÍDEOS DE BAIXA QUALIDADE

O Facebook quer passar a melhor experiência para seu usuário. Para isso, ele preza por conteúdo de alta qualidade.

6. CONTEÚDO COM RÉPLICA DE OUTROS SITES

Se o seu conteúdo não é original, ele corre o risco de ser rebaixado!

7. CONTEÚDO DE SITES SEM CREDIBILIDADE

Segundo o Facebook, seus usuários querem ter acesso a notícias confiáveis e de alta qualidade, então invista no seu conteúdo!

8. CONTEÚDO COM VIOLAÇÃO DOS PADRÕES DA COMUNIDADE DO FACEBOOK

Material produzido e distribuído por contas falsas, com termos de ódio, violência explícita, atividade sexual e nudez terão seus conteúdos rebaixados pelo Facebook.

O Facebook possui uma equipe com mais de 15 mil analistas espalhados em todo mundo, treinados e especializados em diversas regiões e áreas da política. Segundo a plataforma, a tecnologia que Facebook detém é capaz de detectar e remover “de forma proativa a grande maioria do conteúdo violador antes que alguém o denuncie”. São engenheiros, cientistas de dados e equipes de análise que trabalham juntos para atualizar e aprimorar toda a plataforma.

Então é melhor ficar atento nessas (e em outras) atualizações que o Facebook lança constantemente. Somente assim você poderá impedir que o seu conteúdo seja rebaixado e que você perca o alcance das suas contas na plataforma!

Esse post foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!